Os 6 Tipos de Personalidade Mais Difíceis de Lidar

1

Todo mundo conhece algum parente, conhecido ou amigo que tem uma personalidade complicada. Geralmente é o tipo de pessoa que tentamos evitar a todo custo, não as convidamos para festas de aniversário e tendemos a não atender suas chamadas ao telefone. Neste artigo classificamos os tipos de personalidade que às vezes nos tiram do sério, e também oferecemos algumas dicas sobre como lidar com elas.

Personalidades Complicadas:





A pessoa com uma personalidade difícil geralmente não é ciente do mal que causa aos demais e tende a culpar os outros pelos fracassos em suas relações. Algumas delas são bem semelhantes ao “amigo tóxico”, aquele que só lhe traz energias ruins e más vibrações. Existe uma série de personalidades, a seguir estão as seis mais complicadas:

1. A  agressiva:

É uma pessoa mal-humorada e geralmente reage mal a insultos e críticas. Muitas vezes reage de maneira desproporcional quando se sentem tratadas de forma injusta. Se você quiser acalmar a fera, precisa ter cuidado com as palavras e com a abordagem ao falar com essa pessoa. É importante que você não demonstre fraqueza na presença dela porque ela provavelmente vai se aproveitar da situação para demonstrar a sua “superioridade”. A atitude mais sensata é ser racional e tentar se manter equilibrado quando estiver com ela, haja visto que uma atitude ousada pode provocar sua hostilidade e agressividade.

O que eu faço se  tiver um amigo assim?





É de grande utilidade que você tente focar em conversas e atividades que não despertem a hostilidade dele. Você pode conversar sobre os seus interesses em comum para tirar a atenção dos problemas que despertam a sua raiva. Ser agressivo ou tentar corrigi-lo não será útil porque ele, provavelmente, irá reagir num tom mais agressivo ainda.
Se a sua voz e linguagem corporal forem tranquilas, então será mais fácil de lidar com esse tipo de pessoa. Se ela quiser falar sobre suas histórias relacionadas aos seus sentimentos de raiva, deixe que fale livremente, depois que ela acabar, exponha o seu ponto de vista sem culpá-la por suas ações. É importante para ela que você demonstre interesse pelo assunto, na verdade ela só precisa de atenção e alguém que a compreenda. Se a conversa fugir do controle, é aconselhável deixá-la para outra hora, quando as coisas estiverem mais calmas.

2. A que reclama de tudo:

Essa pessoa encontra sempre o lado negativo das coisas, culpa os outros por tudo que acontece de ruim com ela, se acha a dona da razão em todas as situações. Às vezes são pessoas muito inteligentes e podem até estarem certas sobre muitas coisas, mas o fato de reclamarem  de tudo e de todos as estragam como boas companhias.

Como interagir com essas pessoas?

Primeiro você precisa escutá-las e deixar bem claro a sua posição porque ela provavelmente vai tentar fazer com que você se sinta culpado por alguma coisa. Não é aconselhável se desculpar e concordar com tudo que ela diz, ou se responsabilizar por algo que você sabe que não é culpado. O melhor a fazer é tentar resolver as coisas de forma diplomática. Ela reconhecerá quando você a convencer da verdade e tentar resolver o assunto. Então você precisa ser paciente e se mostrar aberto a raciocinar com ela sobre o assunto, aconselhá-la a conversar com a pessoa com a qual ela está tendo problemas poderá ajudá-la.

3. A que sempre concorda com você





Ela concorda com tudo que você fala, mas quando se trata de agir, a história é outra. São pessoas que parecem estar sempre de bom humor, são muito sociáveis e parecem que sempre serão amigos incondicionais, no entanto quando você precisa delas, elas desaparecem. Elas buscam a aprovação dos outros e prometem muito mais do que podem cumprir, essa é a forma que elas encontraram de conseguir a amizade e a aceitação dos demais.

O que fazer nesses casos?

É importante que você faça com que ela saiba que continuará sendo amigo dela, desde que ela seja sincera com você. É necessário ter uma conversa mais profunda para que haja um grau de concordância entre ambas as partes e para que possam melhorar a relação. Dessa forma você também estará ajudando-a a falar coisas que ela não tinha coragem para dizer antes. Você também precisa tentar convencê-la a não prometer mais coisas que não possa cumprir, mas não a acuse, só a faça refletir sobre isso. Faça com que ela saiba que a amizade entre vocês é importante e que você precisa saber se essa relação será honesta daqui pra frente.

4. A ”sabe tudo”

Neste perfil podemos encontrar duas categorias distintas: aquele que acha que sabe tudo, mas que não sabe nada; e aquele que realmente é muito inteligente. No primeiro caso, a estratégia para lidar é simplesmente argumentar e fazer com que vejam seus erros. Essas pessoas são, muitas vezes, inconscientes de sua ignorância e geralmente só estão buscando a aprovação dos demais.

Já no outro caso, a pessoa realmente tem um conhecimento extraordinário, mas age com certo ar de superioridade, acredita ser melhor que os outros e tenta fazer com que se sintam burros perto dela. São muito independentes e tendem a rejeitar a ajuda dos outros. São teimosas e, muitas vezes, intolerantes a opiniões alheias. Elas são muito autoconfiantes e não têm vontade de mudar.

Como lidar com este tipo de pessoa?

Para argumentar com este tipo de pessoa, você precisa estar ciente de que ela é muito bem informada e que vai evidenciar caso haja alguma erro no seu discurso. Você precisa prestar atenção ao que elas dizem. O importante é não discutir sobre coisas que evidenciem o seu ego. Se você não estiver seguro, tente não atacar as suas ideias e opiniões diretamente e contorne o objetivo por outros caminhos. Você precisa se manter respeitoso e não permitir que ela lhe ridicularize.

5. A Pessimista:

São pessoas que parecem estar constantemente irritadas com o mundo. Elas só percebem os obstáculos, complicações e efeitos adversos das situações. Podem vir a infectar outras pessoas com sua negatividade e, ao viver alimentando pequenas dúvidas, também podem induzir os outros à sua volta ao ceticismo.

O que fazer?

Em vez de discutir, use frases encorajadoras que aos poucos possam mudar a visão dela sobre a situação. Demonstre com palavras e ações que existem pontos positivos, que há esperança e solução para a maioria das situações. Faça com que racionalizem as suas opções e que tentem visualizar o pior cenário para o que estão focando a sua atenção, assim poderão perceber que o pior cenário nem sempre é tão ruim como elas acreditam. Vá aos poucos usando ferramentas que compensem o seu pessimismo, isso fará com que ela mude suas atitudes e opiniões.

6. A Indecisa

Essas pessoas são diferentes daquelas que acham que têm razão em tudo. As pessoas com personalidade indecisa são muito reflexivas e demoram para tomar decisões por conta do medo. É importante tentar facilitar a comunicação com elas para que consigam expressar suas dúvidas. Ajude-as a encontrar outras soluções para seus problemas e incentive a tomada de decisão.

Como lidar?

Pergunte como estão se sentindo, tente realmente se interessar por elas. São pessoas que, muitas vezes, não se expressam por medo de ofender ou incomodar os outros. Embora possam ser amizades muito boas no início, com o passar do tempo pode ser difícil mantê-las, pois essas pessoas raramente expressam uma opinião ou tomam partido de algo.

Fonte: Psicologiaymente traduzido e adaptado por Psiconlinews

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment:

4 comments
Add Your Reply