“Fui a Paris saber se tinha algo errado comigo”; veja sinais de transtornos

Convidada do segundo painel da Semana da Saúde Mental VivaBem, realizado nesta quarta (14), a atriz Priscila Fantin contou que precisou ir a Paris para perceber que realmente sofria um transtorno psiquiátrico. “Eu achava que não queria sair na rua porque as pessoas me reconheciam aqui no Brasil. Então, resolvi usar uma passagem que estava guardada havia um ano para entender se havia algo comigo. Lá, eu percebi que tudo estava estranho”.

Ela contou que sofria de distúrbios do sono, que não conseguia ficar acordada o dia inteiro, comia muito mais do que conseguia aguentar e não via sentido ao ver as pessoas andando pela rua. Após três meses de viagem, a atriz voltou ao Brasil, onde foi diagnosticada com depressão e iniciou um tratamento medicamentoso para, então, iniciar as sessões de psicoterapia.

Táki Cordás, coordenador da assistência clínica do IPq – HCFMUSP (Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e professor do departamento de psiquiatria da USP, disse que esses e outros sinais mostram o início de um quadro psiquiátrico.

“Entre os principais sinais estão a sensação de sofrimento não explicado, alteração de peso e de apetite muito grande, queda no trabalho ou no desempenho escolar, irritabilidade grande, além do consumo excessivo de álcool, dificuldade de concentração, cansaço extremo, mesmo sem não ter feito nada”.

O psicólogo clínico Rossandro Klinjey, também convidado do painel, lembrou ainda que uma constância em um ou mais desses sintomas serve como parâmetro para enxergar se há um transtorno e, portanto, deve ser alerta para a pessoa buscar ajuda especializada para um diagnóstico e tratamento.

Fonte: UOL

 

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment: