A Síndrome do Impostor: 5 maneiras de superar a crença de que você não é bom o suficiente

1

A Síndrome do Impostor: 5 maneiras de superar a crença de que você não é bom o suficiente: Você sente que não é bom o suficiente? Se sim, não se preocupe, você não está sozinho. É comum se sentir assim de vez em quando, mas se esse sentimento for persistente, então você pode estar sofrendo de uma síndrome chamada Síndrome do Impostor.





A síndrome do impostor é caracterizada por um sentimento de inadequação e insegurança crônica, mesmo que todas as evidências provem o contrário, você continua se sentindo uma farsa e suas crenças negativas sobre si mesmo roubam todo o foco da sua atenção. É preciso ter cuidado: esses sentimentos podem ser limitantes. A boa notícia é que você pode tomar medidas para mudar a sua visão sobre si mesmo e que assim possa, finalmente, ter uma vida de realizações.

Aqui estão as cinco maneiras de eliminar a crença de que você não é bom o suficiente:

1. Reconheça seus pontos fortes





Você até já pode ter recebido um “golpe de sorte” do destino, mas não pense que todo o seu sucesso dependeu apenas disso. Está na hora de reconhecer que você tem talentos, caso contrário, não estaria onde está hoje. Comece a anotar as suas realizações e seus pontos fortes em um caderno. Leia essa lista todos os dias, especialmente quando estiver se sentindo triste. Lembrar dos seus pontos fortes poderá ajudá-lo a desconstruir sua crença negativa de que não é bom o suficiente.

2. Partilhe o seu conhecimento com o próximo

É fácil esquecer o quão longe chegamos e o quanto aprendemos no caminho depois de algum tempo. Por isso que dar uma aula, criar um blog pessoal ou até mesmo ensinar a um outro profissional poderá ajudá-lo a lembrar de suas realizações. Compartilhar seu conhecimento também pode fazer com que se apaixone novamente pelo que faz, além de aliviar o estresse.

3. Critique as suas inseguranças

Quando a insegurança ou a dúvida surgirem não as ignore, tente ser mais compassivo com você mesmo. Comece a falar consigo mesmo da mesma mesma forma que falaria com um amigo que estivesse com problemas. Recuse-se a acreditar em seu monólogo negativo e irreal, pois ele só gera mais insegurança não ajuda em nada.

4. Tire um tempo para si mesmo





Alterar o seu comportamento é fundamental para mudar a forma como você se sente. Faça coisas que você ama, afrouxe as rédeas. Tirar um tempo para si mesmo pode ajudá-lo a reconhecer os frutos de seu trabalho, isso vai permitir que você reconheça seus méritos e se sinta merecedor daquilo que faz.

5. Aceite elogios

Pessoas com síndrome do impostor muitas vezes não conseguem aceitar os elogios dos outros. Dão desculpas na tentativa de justificar seu sucesso e realizações. É importante lembrar que elogiar é uma forma de reconhecer um trabalho bem feito e se você recebe muitos elogios, é impossível que todo mundo esteja sendo falso com você. Então, a partir de agora, sinta-se orgulhoso e agradecido quando receber um elogio, pois um simples “obrigado” pode mudar muita coisa.

Mas se apesar de todos os seus esforços você continuar a se sentir como um impostor, procure ajuda profissional, um psicoterapeuta especializado nessa área poderá ajudá-lo a superar a síndrome do impostor. Se não for controlada, essa síndrome pode levar à ansiedade e depressão.

Fonte: PsychologyToday traduzido e adaptado por Psiconlinews

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment:

2 comments
Add Your Reply